Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008

DIA MUNDIAL DA FILOSOFIA (UNESCO)

    Na esteira do ano transacto, comemorar-se-á na próxima Sexta-Feira, 14 de Novembro de 2008, pelas 13h50m, no Auditório da Escola Secundária da Ribeira Grande, o DIA MUNDIAL DA FILOSOFIA.

No presente ano proceder-se-á à prelecção de duas conferências, subordinadas ao tema "Direitos Humanos e Relativismo Moral", com a participação da Dr.ª Maria Fernanda Sequeira Falé, Juíza de Direito e Membro da Amnistia Internacional e do Prof. Dr. Rui Jorge Sampaio da Silva, Professor de Filosofia da Universidade dos Açores.
 
Resumo das comunicações
 
Relativismo moral e direitos humanos
 
Uma questão de vida ou de morte da Democracia?
Incursão por Antígona ou o respeito por valores de identidade pessoal.
Hipátia: a oportunidade improvável da autonomização das relações de poder e subordinação.
A igualdade é diferença?
Poderão as normas legais ultrapassar a cultura dominante?
 
 
Eis algumas das interrogações que se poderão fazer em torno desta nossa comunicação. Retóricas, como retóricas serão, eventualmente, as respostas!
               Drª. Maria Fernanda Sequeira Falé
 
 
Relativismo moral e direitos humanos
 
   O relativismo moral, ao alegar que há muitas concepções diferentes e igualmente legítimas sobre o que é moralmente bom, constitui um desafio para os defensores da universalidade dos direitos humanos. A comunicação responde a este desafio em quatro passos. Em primeiro lugar, procura-se clarificar o conceito de relativismo, perspectivando-o a partir da história do pensamento ocidental. Em segundo lugar, analisam-se os principais argumentos que têm sido apresentados quer contra o relativismo moral, quer em sua defesa. Na sequência desta análise, propõe-se uma distinção entre relativismo e contextualismo, alegando-se que esta última posição pode acomodar algumas das intuições que estão na base do relativismo, ao mesmo tempo que evita as principais objecções que lhe são dirigidas. Em quarto lugar, mostra-se que o contextualismo é plenamente compatível com uma defesa intransigente dos direitos humanos.
Prof. Dr. Rui Jorge Sampaio da Silva (Universidade dos Açores)

  

publicado por Luís M. M. Duarte às 11:10
link do post | comentar | favorito
|

Luís M. M. Duarte (Coordenação)

pesquisar

 

Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30

posts recentes

Os "Sexalescentes" do Séc...

O fenómeno atual multimod...

A REDEFINIÇÃO (DA NOÇÃO) ...

V Comemoração do Dia Mund...

V Comemoração do Dia Mund...

O que é a Filosofia? - Um...

IV Comemoração do Dia Mun...

Comemoração do 25 de Abri...

Os Valores

II, A Racionalidade práti...

arquivos

Abril 2017

Maio 2015

Abril 2012

Novembro 2011

Novembro 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

links

blogs SAPO

subscrever feeds